Cientistas conseguem reativar cérebros de animal após a morte

03-07-2019 19:03

O novo estudo mostra a possibilidade de manter funções cerebrais em porcos por algumas horas após a morte

cérebro

Uma vez que o corpo morre e o sangue para de circular, espera-se que todos órgãos parem de funcionar – o que de fato acontece. Mas cientistas têm investigados formas de fazer o cérebro, considerado um dos principais órgãos do corpo, “voltar à vida” após a morte. Um estudo publicado em abril na revista Nature mostrou que com os equipamentos adequados é possível restaurar a função metabólica no cérebro. Isso significa a possibilidade de manter as funções moleculares e celulares do cérebro durante algumas horas após a morte.

“Essas descobertas mostram que, com as intervenções apropriadas, o cérebro de mamíferos retém uma capacidade subestimada de restauração normotérmica da microcirculação e de certas funções moleculares e celulares várias horas após a parada circulatória”, escreveram os pesquisadores. Para conseguir este resultado, a equipe utilizou um equipamento chamado de BrainEx, um equipamento capaz de manter os órgãos vivos fora do corpo por longos períodos ao imitar a circulação sanguínea.  

Segundo a equipe, o experimento, realizado em porcos, ainda é inicial e há muitas questões éticas a serem resolvidas antes de verificar os resultados em seres humanos. Além disso, o equipamento utilizado na pesquisa ainda não é capaz de reproduzir os resultados em cérebros humanos.

 

Voltar