Custo de vida em Portugal.

08-03-2019 14:45

 

Resultado de imagem para portugal

Custo de vida em Portugal

custo de vida em Portugal é um fator relevante para a escolha de muitos imigrantes pelo país. Isso porque ainda é um dos mais baixos da Europa Ocidental, além do dinheiro acabar rendendo mais pela oferta de serviços e produtos mais baratos do que encontramos no Brasil.

Um dos primeiros passos para quem planeja morar em Portugal deve ser se organizar financeiramente para viver uma outra realidade, com uma outra moeda. No caso, o euro. Abaixo é possível ver alguns custos médios. É possível também conferir o guia completo sobre custo de vida em Portugal. 

 Alugar casa em Portugal 

                                       VEJA:CUSTO DE VIDA EM PORTUGUAL

Alugar casa em Portugal já foi mais barato em cidades como Lisboa e Porto, mas devido a uma grande alta no turismo, os preços já estão um pouco inflacionados. Pelas estimativas da Numbeo em 2018, um T1 (moradia com 1 quarto), no centro da cidade e sem mobília pode sair por 583,71€ em Portugal. Já um apartamento com as mesmas características fora do centro da cidade sairia por 425,93€ por mês. Obviamente que se trata de uma média total do país e, como em todo lugar, há cidades e bairros mais caros e menos caros.

Já os estudantes acham facilmente quartos para alugar completamente mobiliados, com acesso a outras dependências da casa, e por valores mais baixos (a partir de 150€ a 200€ mensais, normalmente sem contas inclusas).

 

A média de um almoço em Portugal fica em torno dos 7,50 €, em um restaurante não caro, e já costuma estar incluso tudo por esse valor o prato + sopa + bebida + café. As porções também são fartas.

Já as compras no supermercado, como é possível prever, variam de acordo com o local onde se compra, o que se compra e quais as marcas dos produtos. Uma pessoa que quer morar em Portugal deve se preparar para gastar em torno de 7,50€ cada vez que for comer fora e entre 150 e 200€ por mês com compras para casa.

 

Em Portugal é possível economizar muito a nível de legumes, vegetais, frutas e alimentos que sejam facilmente encontrados nas pequenas quitandas de portugueses que plantam em suas quintas (espécie de sítio), e vendem na cidade por preços expressivamente mais baratos que os supermercados.

A título de curiosidade, quem gosta muito de ir a redes de fast food desembolsa cerca de 6 € pelo menu completo (sanduíche, porção de batatas fritas e bebida). No McDonald’s, por exemplo, o ketchup é gratuito, bem como os guardanapos, mas a mostarda é cobrada a parte.

                                            Outras contas: água, luz, gás e mais

É muito comum as casas serem totalmente elétricas e, nesse caso, a conta de luz com certeza é mais cara devido ao consumo de energia gerado pelo chuveiro, fogão, forno, aquecedores, máquinas de lavar roupa, secadoras, máquinas de lavar louça, etc.

No total, segundo a Numbeo, a média de gastos com água, luz e gás gira em torno de 90,96€ por pessoa (lembrando que isso inclui o preço da assinatura dos serviços, logo, quem divide casa provavelmente paga um pouco menos). A eletricidade em Portugal é, sem dúvida, uma das mais caras da Europa, por isso atenção aos meses de inverno, quando os custos sobem drasticamente.

Um combo de TV a cabo + internet gira em torno dos 23€ e 40€ por mês.

 

Total médio de despensas por mês em Portugal: 425,93€ (aluguel apartamento com 1 quarto, fora do centro) + 150€ (alimentação) + 90,96€ (contas de água, luz, gás) + 36€ (transporte) + 15 €(saúde) = 717,89€para uma pessoa sozinha fora do centro, sem luxos.

 
Voltar