Descobertas provas de grandes reservas de água no subsolo de Marte.

01-03-2019 15:29

As 24 crateras analisadas demonstraram ter sinais de erosão, possivelmente causados pela presença de água.

Uma equipa de investigadores da Universidade de Utrecht, na Holanda, descobriu que Marte pode ter um vasto sistema aquático escondido debaixo do solo do planeta. A equipa liderada por Francesco Salese, um geólogo planetário que investiga na mesma universidade, analisou um conjunto de imagens das crateras no hemisfério norte do planeta vermelho, tiradas pela sonda lançada para órbita do planeta, em 2003, pela European Space Agency.

De acordo com os resultados da pesquisa, que foram publicados no Journal of Geophysical Research, foram analisadas um total de 24 crateras, que possivelmente já tiveram nelas correntes de água. Com esta hipótese os investigadores acreditam que ser possível já terem existido reservas de água em Marte, a 4 e 5 mil metros de profundidade.

As crateras apresentam as seguintes características: canais (possivelmente) esculpidos pela água, vales, plataformas e linhas costeiras criadas pelo processo de erosão. Embora não haja provas concretas da origem de água, os investigadores sugerem que as crateras estudadas estejam conectadas por um sistema aquático debaixo do solo.

Caso venha a confirmar-se a existência de água, não será de estranhar que surjam as primeiras questões sobre a existência vida no "planeta vermelho". Em 2018, um estudo sugeriu que Marte pudesse ter um lago com água salgada no hemisfério sul do planeta, bem como outro estudo acrescentou que o mesmo lago possa resultado devido a uma recente atividade vulcânica.

Voltar