O CANCER DO INTESTINO PODE SER SILENCIOSO E ASSINTOMÁTICO. SE TEM MAIS DE 50 ANOS, FAÇA O CHECK UP.

18-03-2019 10:52

A maioria dos casos de cancer do cólon e reto desenvolvem-se a partir de lesões benignas (pólipos) presentes no intestino grosso que evoluem gradualmente e sem sintomas, explica a farmacêutica Maria João Mendes que alerta para a importância do diagnóstico precoce.

Cancro do intestino pode ser silencioso e assintomático. Se tem mais de 50 anos, faça o rastreio

O cancer do intestino (ou cancer colorretal) é um dos tipos de cancer  mais comum nos homens e nas mulheres. Em Portugal morrem 11 pessoas por dia, cerca de 4 mil pessoas por ano. Esta doença surge maioritariamente a partir dos 50 anos, mas pode ocorrer em  pessoas mais jovens.

A maioria dos casos de cancer do cólon e reto desenvolvem-se a partir de lesões benignas (pólipos) presentes no intestino grosso que evoluem gradualmente e sem sintomas. Quando surgem, estes são os sintomas:

- Alteração persistente dos hábitos intestinais, com o aparecimento de prisão de ventre ou diarreia (ou uma alternância das duas), sem razão aparente e/ou fezes muito escuras

- Perda de sangue pelo reto/ânus ou misturado nas fezes sem irritação, dor ou prurido

- Sensação de que o intestino não esvazia completamente.

Dor forte ou desconforto abdominal, sem explicação aparente

- Cansaço e emagrecimento sem razão aparente

Segundo o relatório da Globocan 2012 o Cancro Colorretal é a terceira causa de morte por cancro em todo o mundo, com cerca de 1,4 milhões de novos casos.  Em Portugal, foram verificados 7.129 casos a nível de incidência deste tumor e quanto à mortalidade 3797 casos.

Existem mais de 80 mil pacientes ativos e 50 % da população desconhece os sintomas desta patologia.

Como prevenir?

- Dieta Equilibrada: Tenha uma dieta equilibrada, rica em fibra e inclua fruta fresca e vegetais (5 doses diárias, o que equivale aproximadamente a um consumo de 400grs/dia). Evite o consumo em excesso de calorias em especial de gordura animal. A ingestão de líquidos também é importante, sobretudo água.

- Fitness / Peso: Faça exercício regularmente, de preferência diariamente para evitar o excesso de peso.

- Risco Familiar: Tente conhecer a história da sua família. Se alguns dos seus familiares tem ou teve cancro colo-rectal, consulte o seu médico.

As fases iniciais do cancro não causam dor e a progressão da doença é silenciosa.

Este ano, a Europacolon Portugal em conjunto com as Farmácias Holon promovem uma campanha de sensibilização com a tónica na importância do diagnóstico precoce. Qualquer pessoa a partir dos 50 anos de idade pode fazer o rastreio gratuito nas Farmácias Holon, mediante os seguintes critérios:

- Idade compreendida entre os 50 e os 74 anos;

- Não realizou PSOF no último ano ou colonoscopia nos últimos 5 anos;

- Sem sintomas relevantes;

- Sem ligações hereditárias de primeiro grau a doentes de cancro colorretal;

- Sem história pessoal anterior de cancro;

- Sem diagnóstico prévio de pólipos colorretais ou doença inflamatórias do intestino (doença de Crohn ou colite ulcerosa)

O cancer colorretal, se detetado a tempo, tem cura em 90% dos casos e o diagnóstico precoce pode mesmo evitar a doença.  Fale com o seu médico .

Os conselhos são da farmacêutica Maria João Mendes.

 

Voltar