Enquanto o fundador da SpaceX, Elon Musk, quer colonizar Marte e empresários bilionários, como Richard Branson, da Virgin, e Jeff Bezos da Amazon, estão a tentar avançar com a indústria do turismo espacial, a SpaceLife Origin quer realizar o parto do primeiro bebé espacial. E acredita que isso será possível já em 2024.

Para se tornar a primeira empresa a tornar possível a reprodução humana no espaço, a organização holandesa diz que está a construir uma incubadora de embriões espacial que será enviada para o Espaço em 2021, levando óvulos humanos e espermatozóides.

Uma vez fora da Terra, acontecerá a fertilização até que se forme o embrião e, quatro dias depois, a incubadora regressará ao nosso planeta com os óvulos já fertilizados para serem inseminados artificialmente.

Em uma segunda fase do processo e três anos depois, as mulheres grávidas serão enviadas para o Espaço para que possam dar à luz o primeiro ser humano...extraterrestre.

tek espaço

“Durante uma missão de 24 a 36 horas, uma mulher dará à luz a 402 quilómetros de distância da Terra, acompanhada por uma equipa médica treinada e de nível mundial. Um processo cuidadosamente preparado e monitorizado reduzirá todos os riscos possíveis, semelhantes aos padrões ocidentais existentes na Terra para mãe e filho”, explicou um representante da SpaceLife Origin.

A organização defende que este é o próximo passo na evolução humana, necessário se a “Humanidade se quiser tornar uma espécie multiplanetária”.

 

LOJASBRASIL.NET.