Ter uma má saúde e higiene dentária aumenta o risco de hipertensão, segundo uma investigação apresentada pela Associação Americana do Coração (AHA) e publicada na revista científica "Hypertension".

Depois de analisar mais de 3.600 exames dentários de pessoas hipertensas, o estudo concluiu que as pessoas com doenças nas gengivas têm 20% menos possibilidades de ter uma tensão arterial saudável.

De acordo com o estudo, todas as pessoas que apresentam pressão arterial alta devem submeter a sua saúde dental a análise e tomar medidas caso haja irregularidades.

Cáries tão graves quanto excesso de sal?

Os pacientes que apresentavam periodontite severa também tinham uma pressão sistólica de 3 mmHg (unidade de pressão em milímetro de mercúrio), em média, mais alta que aqueles com boa saúde dental.

Segundo o estudo, esta diferença da pressão sistólica (mede a pressão do sangue contra as paredes das artérias) é similar à que um paciente com pressão arterial alta poderia diminuir se reduzisse o consumo diário de sal em 6 gramas diários, o equivalente a uma colher pequena.

 

A investigação frisa ainda que as gengivas avermelhadas ou inflamadas, o sangramento quando se utiliza fio dental, entre outros sintomas, podem ser sinais de problemas periodontais.

"Os médicos deveriam prestar muita atenção à saúde oral dos pacientes, particularmente daqueles que recebem tratamento para a hipertensão, e pedimos a todos aqueles com sinais de doença periodontal para que procurem cuidados dentários", assevera Davide Pietropaoli, da Universidade de L’Aquila, Itália, e autor do estudo.